Servidores de Jesus

Grupo Espírita em Niterói-RJ

Tag: mensagens

Bula e Evangelho

Assim como ao nascermos somos considerados um presente de Deus por àqueles que escolhemos para serem nossos pais , também desse mesmo Deus recebemos o presente da reencarnação que nos foi concedida para que tenhamos a oportunidade de evoluir através da reparação dos nosso débitos em vidas passadas.

Esse presente tão especial – a reencarnação, vem com determinado prazo de validade estipulado e certificado de garantia, que está na dependência de como é utilizado para melhor entendimento do que se refere ao prazo de validade e certificado de garantia devemos estabelecer uma comparação entre a bula que acompanha todo medicamento que se destina à cura das mazelas da matéria e o Evangelho que reúne os ensinamentos de Jesus que vão nos auxiliar na cura das mazelas espirituais.

A bula que acompanha os medicamentos estabelece as recomendações imprescindíveis para garantir a eficácia do tratamento para o corpo físico, enquanto que o Evangelho dita os ensinamentos de Jesus para que o presente da reencarnação atinja a sua eficácia, permitindo que o processo evolutivo seja progressivo e permanente.

É o maior ou menor grau de obediência tanto à bula como aos ensinamentos do Evangelho que vão contribuir para reduzir ou dilatar o prazo de permanência da vida no Planeta.

Como zelar para que o presente da reencarnação seja aproveitado de forma eficaz vai depender do grau de evolução que cada ser humano já tenha adquirido , uma vez que, somente a ele cabe essa responsabilidade.

Como é de hábito sempre que somos presenteados, agradecer pelo presente recebido, só nos cabe demonstrar ao PAI MISERICORDIOSO nossa gratidão através do empenho e do esforço para nos deixar guiar pelos seus ensinamentos.

Lá se foi o tempo!

Lá se foi o tempo em que uma das formas de comunicação era o diálogo sempre presente nas relações afetivas.
Lá se foi o tempo em que a comunicação envolvia um sentimento de afeto.

Um sentimento carinhoso.

Lá se foi o tempo em que a comunicação era o veículo usado pelos membros de uma família para estreitar os laços de uma união sincera.

Lá se foi o tempo que através da comunicação os avós contavam história para seus netos, os pais aconselhavam seus filhos e a imprensa divulgava notícias sérias em que se podia acreditar.

Lá se foi esse tempo.

E há algum tempo progressivamente a comunicação vem passando por um processo de deterioração que perdeu todo esse aspecto de transmitir ideias, conselhos, ensinamentos e se transformou num veículo de incitação ao ódio e a violência obrigando a todos nós ter muita cautela ao tentarmos nos relacionar uns com os outros.

E há algum tempo que o diálogo, o bate e papo entre a família e amigos foi substituído pelo avanço da tecnologia de tal forma que se tornam cada vez mais destituídas de calor humano e o que é pior meio de vinculação de ideias e pensamentos que exigem cada vez mais que àqueles avós, àqueles pais de um passado que deixou saudade se obrigam a s preocupação constante e permanente com esse aspecto profundamente negativo que tomou conta da comunicação que de prazerosa se transformou em
desastrosa.

E, se já algum tempo esse fato vem sendo constatado no dia a dia de nossas vidas já é mais que tempo de nos prevenir contra os prejuízos que vem causando a geração atual e poderá atingir as futuras seguindo rigorosamente um dos conselhos de Jesus em seu Evangelho: ORAI E VIGIAI!

MUITA PAZ

Trabalho no bem

Ajudar o homem a se levantar é, quase sempre, muito difícil. Retirar da sarjeta moral em que se encontram os seres atualmente em desalinho no planeta, sejam encarnados ou desencarnados, é tarefa das mais complexas. Isso porque ao olhar a treva no outro, nos deparamos com a nossa própria treva; a sombra do outro, reflete a nossa também. E, inconscientemente, nos esquivamos à árdua missão de auxílio. O que vale dizer, e que talvez alguns não saibam, é que se ao olhar a treva do outro ela refletir a minha, ao mesmo tempo eu começo a iluminar a escuridão existente, porque ao oferecer amor, ao oferecer um olhar, um sorriso e o outro se iluminar de esperança, essa mesma luz também reflete e nos ilumina, acendendo ainda que de forma vaga, como a chama bruxuleante de uma vela, a vida nova.

A Terra sofre, as pessoas sofrem. A compaixão deve reinar em nós. Devemos arregaçar as mangas no trabalho incessante de ajuda ao próximo. Não estamos sós e não podemos encontrar a paz enquanto houver sofrimento. Vamos nos habilitar ao serviço do Bem, integrando as frentes de batalha redentora espalhadas em todos os setores. Não faltará trabalho a quem o procure.

Somos todos irmãos. Jesus nos quer unidos em Seu nome. Ele veio para nós que estamos enfermos e que nós, na mesma medida, possamos ajudar aos ainda mais enfermos. Jesus, nosso Irmão, nosso Guia, aguarda nosso fraternal concurso.

Muita paz em todos os corações e que o Cristo seja o farol a iluminar todos os caminhos.

Uma amiga dedicada.

Joio e trigo

O trigo floresce e farfalha nos campos em flor. O semeador, atento, cuida de sua colheita para que retire dela o que houver de melhor e, não raras vezes, percebe o joio instalado ao meio. No entanto, o trigo ao se perceber invadido, vai tentar crescer com mais força e vigor.

Da mesma forma, nós precisamos das dificuldades para que saiamos de nossa inércia e ociosidade e assim, avançarmos.

Por vezes, joio e trigo precisam caminhar juntos, percebendo-se um ao outro. Nós, igualmente, precisamos andar de mãos dadas com as dores que nos chegam para que tenhamos, assim, o bom ânimo de encará-las e vencer.

Deus nos corações hoje e sempre!

Homens de Cristo

As colinas douradas sob o Sol são um espetáculo de rara beleza. Vislumbrar ao longe esse cenário sublime é como ver as coisas de Deus, que sempre encontram-se na natureza e que diariamente nos mostra como é divina a Vida.

Nesse ambiente, que era lindo aos olhos de quem sabia ver as coisas de Deus nos mínimos detalhes, mas que ao mesmo tempo poderia ser bastante hostil também, em virtude de suas características é que nasce o Cristianismo, tendo sido vencedor graças à determinação, coragem, força e fé dos apóstolos sinceros e dedicados, que não se deixaram intimidar pelas forças ocultas e sinistras a tramarem, sem conseguir, o fim das coisas de Deus.

Esses homens, que sentiram fome e frio, que na região inóspita em que perpassaram foram, por vezes, vítimas de saqueadores à beira do caminho, dormiram ao relento e mendigaram, mas não desistiram.

Foram eles que fizeram chegar até os nossos dias a divina mensagem de amor deixada por Jesus. Homens de bem, homens de fé, homens do mais puro amor.

Bendigamos os discípulos do Mestre em toda a sua grandeza e nos espelhemos em suas ações.

Paz nos corações!

© 2018 Servidores de Jesus

Theme by Anders NorenUp ↑