Servidores de Jesus

Grupo Espírita em Niterói-RJ

Tag: amor

Sobre o amor e o amar

A prevalência do nobre sentimento há de ser cultivada em todos os estágios de evolução.

Hoje pensamos o amor como a fraternidade, caridade, resignação, olhar o outro como a nós mesmos.

Nesse entendimento, ainda limitado do amor, não somos capazes de alcançar o amor do Pai sobre seus filhos.

Mas ainda não importa.
Importa praticar.

Não há outro meio de praticar o amor se não com o próximo.

Este é o caminho a ser percorrido.

E quando a mente fluir no amor, ainda que não incondicional – este é um outro aprendizado – estaremos aptos para vivenciarmos o predomínio do bem.
Ao afirmar Jesus sermos deuses, esperava e espera de nós pequenos gestos de devoção de amor para com o próximo.

Está é a semente divina, prestes a brotar e que somos portadores.
Sigamos amando.

Deus, Pai de Misericórdia, nos abençoe.
um espírito amigo,

Palestra: Ensinar as crianças a amar

No dia 16 de dezembro (sábado), às 17h no GESJ, a palestrante espírita, professora, escritora e membro da diretoria do Conselho Espírita do Estado do Rio de Janeiro (CEERJ) na Área de Educação, Lucia Moysés, realizará a palestra “Ensinar as crianças a amar”.

Contamos com a sua presença!
Muita Luz.

Luz, Amor e Fé

O amor une o ser humano e a caridade o transcende!

O coração do ser humano só se encontra verdadeiramente em  sua fé!

A luz do universo que gera o alimento da verdade!

 

  • Desenho psicografado:

 

Esteja na luz ou na escuridão

“Esteja na luz ou na escuridão,
todos são nossos irmãos!

 

Irmãos que nos auxiliam, sempre nos ofertando amor.
Irmãos que vêm para serem auxiliados,
sofridos e amargurados.

 

Confraternizam todos no trabalho,
uns já voltam curados e
outros ainda necessitando de mais amparo.

 

Mas, todos sabemos que o único e
maior remédio é o amor,
doado e recebido na caridade.”

 

Irmã Graça

Minha Casa

No princípio, as flores arrumadas no jardim faziam de minha casa uma tela tão linda e digna de ser colocada na parede da sala, onde sentávamos no final de tarde para contarmos tudo o que se vira de belo e triste durante o dia.

Não havia distância em nossos corações e todos os sentimentos eram postos ali para cada um de nós como se fossem vitrines de joalheria, pois sabíamos que aquelas eram as nossas jóias mais raras.

Depois a vida, o contratempo, a multiplicação da família veio criando a cada dia menores números de pessoas a sentar-se na sala. Porém, a saudade começava a freqüentar nossas reuniões espíritas.

Hoje a sala está vazia e a distância enche nossos corações e nossas almas de vazio e de tristeza. Meus Deus! Como nunca percebemos o quanto aquilo tudo era importante para todos nós?

Amemo-nos sempre, nos menores espaços de tempo, em qualquer situação do infortúnio e dificuldades, pois só assim conseguiremos amenizar todos os sofrimentos causados pela ausência ou pela presença da solidão.

Aproveite todos os seus momentos como se eles fossem seus últimos momentos para adoçar a sua vida e alegrar a vida de todos que sentam nas salas de suas passagens pela vida terrena, para fazer com que seus espíritos estejam sempre em paz onde estiverem.

© 2018 Servidores de Jesus

Theme by Anders NorenUp ↑